16.8 C
Curitiba
domingo, 20, setembro, 2020 | 03:07:38 PM

Farol das Orcas

Em tempos incertos e difíceis como os atuais, a arte tem papel fundamental na função de nos trazer alento, fantasia e esperança.

Por isso, decidi mudar o tema da coluna desta semana. Havia maratonado a nova série mexicana do Netflix, Desejo Sombrio, mas quando assisti a “Farol da Orcas”, indicação do meu chefe muso, Diógenes, mudei de ideia na hora.

Afinal, este obra argentina é puro deleite aos olhos, ouvidos e ao coração.

Baseado no livro de Roberto “Beto” Bubas “Agustín Corazón Abierto”, “Farol das Orcas” se passa nas belíssimas paisagens da remota Patagônia, na Península Valdez. O filme narra a história deste biólogo, “Beto”, guarda-parques de uma reserva ecológica, e sua relação quase “mágica” com as temidas baleias assassinas.

Tema de um documentário da National Geographic, a relação de Buba com as orcas mexe com o pequeno Tristán (personagem baseado em Agustín, da vida real), um menino autista que mora na Espanha com sua mãe e que não demonstra emoção por nada, até então.

A vida de Beto segue a rotina de viver em uma península inabitada, fotografando, catalogando e observando diariamente as baleias e sendo repreendido por seu superior, para que não chegue perto destas, para não incentivar os turistas.

Até que um dia Beto é surpreendido pela chegada de Tristán e sua mãe, que tenta, como último recurso, despertar a interação em seu menino através do convívio com Beto e as orcas.

No início o biólogo rejeita a proposta. Mas com o decorrer dos dias, ele pesquisa sobre o espectro autista e deixa os dois ficarem.

Tudo neste filme é muito delicado e correto… Desde os vínculos afetivos que vão sendo elaborados ao longo do tempo, até a  forma como o autismo é tratado: uma característica neurológica pessoal e não uma doença. 

Sobre o roteiro, paro por aqui, por medo de dar “spoiler”… A fotografia é linda e enaltece a beleza do lugar e a trilha sonora – com a presença do bandoneón, que remete ao tango – sempre nos lembra que se trata de um filme argentino.

Tudo se encaixa perfeitamente na película, inclusive o  ator escalado para viver Beto. Afinal, Joaquín Furriel é belíssimo e másculo mas capaz de transmitir vulnerabilidade na medida através do seu par de olhos verdes… Muso e talentoso.

“Farol das Orcas” é mais uma daquelas surpresas escondidas no catálogo do streaming que merecem ser apreciadas.

Golaço da Argentina…

PS: o documentário assistido pela mãe de Agustín, e que originou o livro e o filme, pode ser assistido aqui https://youtu.be/rK0Xuwo2MGw. (A qualidade está bem ruim, mas vale à pena).

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui

Últimas Notícias

Tubocast #08

Neste episódio recebemos o médico infectologista Eduardo Ditzel e a farmacêutica bioquímica Gisele Padilha onde falamos sobre o Estudo...

Tubocast #18

Neste episódio coversamos com o deputado estadual Goura.  Jorge Brand, mais conhecido como Goura, é...

Direito de arrependimento

Quando compramos um determinado produto é importante que tenhamos conhecimento que independente de termo escrito emitido pela loja, sempre haverá o prazo...

Férias

Voltaremos em breve... (ou não... caso estejamos em Dark!!!)

17 brincadeiras para aprender Inglês

Quer tal algumas brincadeiras com as crianças para vocês se divertirem enquanto aprendem Inglês? Aqui você vai encontrar 17 brincadeiras para aprender...
1,157FansLike
34FollowersFollow
283SubscribersSubscribe
Curitiba
nuvens quebradas
16.8 ° C
17 °
16.7 °
100 %
2.1kmh
75 %
sáb
25 °
dom
22 °
seg
28 °
ter
28 °
qua
26 °

Artigos Relacionados