Silvio M. Fernandes | Inverno

0
401

Inverno

Silenciou o coqueiro de minha janela
Emudeceu um viveiro de pássaros.

As manhãs então silenciosas
Não sei onde eles se escondem,
Mas todos estão muito calados.

É tempo de ficar em espera
Dos pássaros da minha janela.

É uma época de dias sombrios
De sol tímido e garoa na janela.

É tempo de um andar encolhido,
É o inverno das árvores desfolhadas
Adormecidas aguardando a primavera.

Enquanto isso,aguardo os pássaros,
Aguardo barulho em minha janela.

Só não pode ser inverno na alma
Silenciando o que aquece a vida
Trazendo forças para esperar,
Enquanto aguardo os pássaros
Se divertindo em minha janela.

Espero a primavera radiante
Trazendo perfume das flores
O verde das árvores com vida,
Daí sim; o sabiá vai cantar na janela

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui