Presidente Jair Bolsonaro fala em constituição de duas vias

0
250

O presidente Jair Messias Bolsonaro, neste domingo 3 de maio, participou de manifestação realizada em frente ao Palácio do Planalto. Além de sua participação no ato, o presidente aproveitou o momento para fazer uma transmissão ao vivo nas redes sociais.

Imagens retiradas da transmissão ao vivo das redes sociais do presidente Jair Bolsonaro

Após acompanhar a transmissão inteira separei alguns trechos das falas, e aproveito para fazer alguns questionamentos.

Antes de seguirmos é importante relembrar que o Brasil encontra-se em Estado de Calamidade por conta da pandemia do coronavírus, portanto esse tipo de movimentação expõe a todos ao risco de contágio da doença.

Apoiando esse tipo de ação o presidente demonstra nenhum apreço pela saúde de seus seguidores, num país de números crescentes relacionados à pandemia, este comportamento resulta em grave inconsequência.

No minuto 15 da transmissão o presidente solta a seguinte fala:

“Nós queremos o melhor para o nosso país, queremos a independência verdadeira dos três poderes, não apenas uma letra da Constituição, nós não queremos isso. Chega de interferência, não vamos mais admitir interferência, vou deixar bem claro isso aí, acabou a paciência, vamos levar esse Brasil pra frente. Acredito no povo brasileiro e nós todos acreditamos no Brasil, um abraço a todos”.

Veja vídeo selecionado:

Qual interferência o Presidente se refere? É de conhecimento comum os constantes embates entre o Congresso Nacional e o Supremo Tribunal Federal  com o nosso executivo. Nosso presidente constantemente acusa os poderes de serem corruptos, todavia não apresenta provas.

Resumidamente… Será que ele se refere à capacidade de fiscalização do Congresso, garantida pelo Artigo 48 da Constituição? Ou será que ele se refere à capacidade de julgar até mesmo o Presidente da República por crimes comuns pelo Supremo Tribunal Federal, garantida pelo Artigo 102 da Constituição?

O que pretende o senhor Presidente da República com estas insinuações?

É complicado quando uma pessoa que ocupa cargo de tamanha responsabilidade não consegue ser claro em sua comunicação. Ficamos sem conseguir entender quando tentamos fazer uma análise racional.

Qual o medo? Porque não apresenta as provas?

Por fim, gostaria de separar um último trecho, na minutagem de 1h02m.

“Estamos encerrando um movimento espontâneo aqui em Brasília, na certeza de que o povo quer realmente estar ao lado da verdade, do desenvolvimento, de democracia, da honestidade também, e como tenho dito.
O poder executivo está unido em sua proposta, que é tirar o Brasil da situação que se encontra e vocês sabem que o povo está conosco, as forças armadas estão ao lado da lei e da ordem, da democracia e da liberdade e Deus acima de tudo, vamos tocar o barco. Peço a Deus que não tenhamos problemas essa semana, porque chegamos no limite, não tem mais conversa, tá ok?
Daqui para frente não apenas exigiremos, mas faremos cumprir a constituição, a constituição será cumprida a qualquer preço e ela tem dupla mão, não é uma mão de apenas um lado só não.
Amanhã nomeamos um novo diretor da PF e o Brasil segue o seu rumo aí, um abraço a todos, muito obrigado pela oportunidade”.

Confira:

Neste ponto gostaria de entender. O que o presidente quer dizer com faremos cumprir a constituição a qualquer preço? Será que ele pretende ignorar o Congresso ou o Supremo Tribunal Federal? Será que ele pretende usar a força dos militares para fazer valer as suas determinações?

Ou ainda, pior, o que ele quer dizer com constituição de duas vias? Será que ele quer dizer que existem duas constituições? Uma que serviria apenas para perseguir o seu governo?

Baseado nestas ações, tendo a crer que as repostas a todas estas perguntas não existem, e toda essa confusão se trata apenas de cortina de fumaça para que seus apoiadores tardem a perceber que seu presidente não tem capacidade de estar no cargo.

FAÇA UM COMENTÁRIO

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui